2 de maio de 2011

pequeno coração #17

(...)
- Nunca pensei que me voltasses a falar depois de tudo.
- Nem eu nunca pensei vir aqui, hoje depois de tudo.
- O que te fez mudar de ideias ?
- Não sei. Por muito que tente dar voltas à cabeça, só acabo por pensar que és a minha melhor amiga.
- E a tua melhor amiga desiludiu-te. Não sei se é boa ideia estarmos a falar, não quero piorar as coisas.
- Não vais piorar.
- Não sabes. Pensa bem, eu disse que o teu namorado não era de confiança, porque queria que tu continuasses a ter tempo para mim, que me continuasses a dizer que me amavas, que eu era a tua melhor amiga e a pessoa mais importante da tua vida!
- Oh, Joana. Tu sabes bem o que és para mim, nada nem ninguém te substitui.
- Eu sei bem, o que é o André para ti. Tu sempre ansiaste por ele.
- E sempre ansiei por uma pessoa tão verdadeira como tu.
- Temo que eu não seja a pessoa que te vai fazer feliz. Não sou a pessoa indicada.
A Patrícia calou-se, pegou no telemóvel, abriu a caixa de entrada e mostrou-me uma mensagem do André.
« Amor, pensa bem. A Joana só te quis proteger. Ela tem medo de te perder e tu tens de compreender esse medo. Tens de a ajudar e acima de tudo tens de lhe mostrar o quanto gostas dela e que nunca a irás abandonar. Mostra.lhe o quanto ela é importante para ti, mostra-lhe o quanto estás feliz por teres passado tantos bons momentos com ela. Se for preciso vai ter com ela. Tens de fazer o que estiver ao teu alcance. »
- Afinal só vieste ter comigo porque ele pediu.
- Não. Ele deu-me uma sugestão e eu decidi aceitá-la porque era o mais correcto.
- Mesmo que fique tudo bem, tu vais-te embora amanhã.
- Isso é o que pensas. Eu tomei uma decisão. Eu não vou a lado nenhum. Não sem ti. O ano escolar já acabou, e nós precisamos de sair da rotina, Joana.
- Leva o André.
- Eu quero que venhas comigo também. Tu, o André e o João.
- Não sei.
- Anda lá. Eu quero resolver isto tudo hoje contigo e quero que passes o Verão comigo.
- Tenho uma ideia.
Desci as escadas a correr fui ter com a minha mãe esclareci tudo sobre a viagem e ela deixou. Tal como a Patrícia, queria que eu saísse da rotina e achava que eu precisava de passar algum tempo de qualidade com o meu namorado. Pedi-lhe para a Patrícia dormir cá. Ela deixou, e quase pulou de contente. A minha mãe adora a Patrícia.
Subi as escadas, duas de cada vez. Era raro subi-las assim. Apenas em situações de extrema felicidade.
Abri a porta do quarto e a Patrícia estava de costas. Ela nem me ouvi. Aproveitando esse facto saltei para cima dela, como que fosse uma criança e sussurei-lhe ao ouvido:
- És o melhor de mim, melhor amiga.

E assim, foi. O pequeno coração voltou ! Obrigado a todos (:
ps: respondo a todos os comentários ( incluindo post anterior quando puder ! )

15 comentários:

Marz (; disse...

Pequeno coração is back (L)
Adoreiiii

D&L disse...

Adorei ;)
Lil

joanarocha disse...

gostei tanto *.*

Sara'C disse...

Está lindooo !

Madalena disse...

adorooo, está mesmo linda a história (: continua

; mariana disse...

adorei *-*

Mafalda Marques disse...

Adoro o blog, segui (:

F ' Sykes disse...

OMG , como eu AMO o "Pequeno Coração " $: Stá liindo :3

; mariana disse...

obrigado eu (:

joanarocha disse...

obrigada eu Alexandra :)

D&L disse...

de nada.. a historia está mesmo viciante :o

Madalena disse...

de nada princesa (:

ana moura disse...

fico mesmo muito mas mesmo muito feliz por saber isso! obrigada por todo o apoio.
adoro, adoro :D

Tânia disse...

Amei *

Sara'C disse...

Ainda bem que gostaste (: